Nesse texto, vou me permitir fugir um pouco das estatísticas e me desprender dos formalismos e regras para escrever algo mais livre, para abrir um pouco o coração desse jovem que vos escreve e que é apaixonado por basquete, pelo Spurs e, não teria como ser diferente, por Tim Duncan. Esse texto será um ensaio dedicado ao maior jogador da história do San Antonio Spurs e um dos 10 maiores jogadores da história da NBA, que receberá no dia 15 de maio uma homenagem por sua entrada no Hall da Fama do Basquete. 

Desde que comecei a torcer para o Spurs, busquei conhecer cada dia mais a história da franquia e a história de Tim Duncan, e o que ele construiu em sua vida e com a franquia é incrível.

Antes de falar sobre San Antonio na vida de Timmy, gostaria de ressaltar uma das decisões mais lindas tomadas por ele e que me toca muito. Quando Duncan tinha 14 anos e sua mãe estava no leito de morte, ela fez um último pedido a ele e a sua irmã, que ambos se formassem na faculdade. E Tim assim o fez, recusou diversas propostas para deixar a universidade e se formou em psicologia na Universidade de Wake Forest. Aliás, a formação de Duncan com certeza colaborou para que ele se tornasse o jogador que foi.

O draft de 1997 marcou um dos mais perfeitos e harmoniosos matrimônios que a NBA já viu: A escolha do Spurs na primeira posição por Tim Duncan. Essa escolha transformou totalmente o curso da história e nós sabemos muito bem como. Primeiro com a formação das Torres Gêmeas, a dupla com David Robinson, que rendeu os primeiros 2 títulos da história da franquia (1999 e 2003) e 2 prêmios de MVP (2002 e 2003)  para o Big Fundamental. Depois, com a parceria de um dos maiores e mais entrosados trios da história da NBA, junto com Tony Parker e Manu Ginobili, que já existia em 2003 e ainda levou o San Antonio Spurs a mais 3 glórias (2005, 2007 e 2014). Fora as diversas indicações para All Star, All NBA e All Defensive Team.

Falei acima que a graduação em psicologia foi importante na carreira de Timmy, mas por que eu acho isso? É que é impossível parar para assistir jogos decisivos do Spurs ao longo da carreira dele e não ficar impressionado. A tranquilidade e a calma que Tim Duncan transmitia para jogar era invejável. O Big Fundamental era como uma cobra venenosa mirando sua presa, silenciosa, discreta, porém extremamente letal e cruel. Muitas vezes é possível pensar que ele não possui emoções, pois sua feição não parece demonstrar nada, porém mesmo se você não perceber, ele te mostrará em quadra que ele está emocionado.

“Tim Duncan marcou a história do San Antonio Spurs, a história da NBA e a minha história.”

Isso é um dos maiores fatores que eu admiro em Tim Duncan e que tento replicar quando entro em quadra para jogar basquete. Conseguir controlar minhas emoções e canalizá-las em desempenho. Tim Duncan marcou a história do San Antonio Spurs, a história da NBA e a minha história. Aprendi muito sobre basquete assistindo ele jogar: A simplicidade tão eficiente do Bank Shot, a dominância no garrafão e o impacto defensivo absurdo que ele causava. O Big Fundamental foi um daqueles jogadores que mudam a história do basquete para sempre, por isso essa indicação ao Hall da Fama é tão merecida.

Seu legado é eterno, Timmy.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s