Com a lesão de Draymond Green, Dejounte Murray foi escolhido pelo comissário da NBA, Adam Silver, para substituir o jogador dos Warriors no All-Star Game.

Para nós torcedores do Spurs, a escolha de Murray para essa vaga é extremamente merecida e reconhece a grande temporada que ele vem fazendo, inclusive sendo um fortíssimo candidato ao prêmio de jogador que mais evoluiu da NBA (MIP – Most Improved Player). Sendo assim, mostrarei nesse texto como a evolução de Dejounte Murray que o candidata a MIP o tornou um All-Star.

foto por Reginald Thomas/Spurs

Uma das mais chamativas marcas do camisa 5 nessa temporada foi ter se tornado o Spur com mais triplos-duplos (TD) na história da franquia ao superar ninguém menos que o Almirante David Robinson e registrar seu 15º TD com a camisa do San Antonio Spurs. Inclusive, Murray é vice-líder em triplos-duplos na temporada da NBA, com 11 TDs, somente atrás do atual MVP Nikola Jokic. É uma evolução notável da temporada passada, na qual conseguiu esse feito apenas 4 vezes em 67 jogos. 

Além disso, o merecimento de uma vaga no All-Star se comprova nas estatísticas gerais, com Murray registrando 20 pontos, 8.3 rebotes, 9.4 assistências e 2.1 roubos de bolas por jogo (atualizado em 16/02/2022). A relevância destes números é mostrada pelas marcas que eles estabelecem: Dejounte é o jogador que mais dá assistências para seus companheiros entre todos jogadores da NBA, é o armador da liga com mais rebotes por jogo e é o líder da NBA em roubos de bola por partida.

Quando é feita uma comparação com a temporada passada a melhora fica ainda mais evidente. Houve um crescimento de 4.3 pontos de média (15.7 PPG em 20-21), de 1.3 rebotes (7.1 RPG em 20-21, o que o deixava em 8º entre os armadores), de 0.6 roubos (1.5 SPG em 20-21, que o colocava na 14º posição na liga no quesito) e, por fim, um crescimento de 3.9 (!) assistências (5.4 APG em 20-21, quando era apenas o 38° jogador que mais dava assistências na Liga). 

Como mostrado acima, a área em que Murray mais apresentou evolução foi nas assistências e na criação de jogadas. Dessa forma, quero destrinchar como foi a melhora do jogador nessa parte do jogo.

Na atual temporada, o armador está mostrando ter mais cuidado com a bola, registrando uma taxa de 3.8 AST/TO (uma razão feita entre as assistências e perdas de bola, na qual uma maior taxa demonstra menos erros), melhor que a de 3.1 da última temporada. O jogador não só cuida melhor da bola, como também impacta mais nos pontos do time, evidenciado pelo crescimento de sua AST% (estatística que estima a porcentagem de pontos feitos pelo time que foi assistida por um passe do jogador quando este está em quadra) saindo de 24.6 AST% em 20-21 para 38.8 em 21-22. Quase metade dos pontos do Spurs saem das mãos de Dejounte Murray quando está jogando.

A evolução do jogador draftado em 2016 é clara, notória e evidente, podendo ser percebida em todas as áreas do jogo, principalmente ofensivamente. A seleção de Murray para o All-Star Game deve ser vista como um reconhecimento de seu trabalho duro e esforço para evoluir e ser o principal jogador da franquia. E quem sabe não pinta o MIP para coroar a grande temporada que vem fazendo? A ver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s