Com o calendário apertado, é importante aproveitar ao máximo essa sequência de jogos em casa contra times de diferentes características e qualidades.

A temporada da NBA tem muitos jogos, por isso, os fãs estão acostumados a apreciar altos e baixos, quedas de rendimento repentinas, ou por questões físicas. Essa temporada, com a pandemia do covid-19, expôs ainda mais os atletas na parte física, pois apesar de ter 10 jogos a menos, a temporada está sendo realizada em tempo reduzido e ainda conta com pausas e reposições de jogos pela crise de covid nos times.

Este último é o caso dos Spurs, que deixaram de jogar boa parte da sua sequência de jogos fora de casa pelos casos de covid no elenco, em Charlotte. Isso fez com que esses jogos fossem adiados, deixando o calendário dos Spurs bastante apertado depois da parada pro All Star Game

Por esse motivo, a equipe enfrentou uma jornada de 7 jogos em 11 dias contando com inúmeras viagens, e ainda se recuperando das consequências da covid – que afeta o condicionamento dos atletas. A franquia deu conta do recado, mesmo sem DeRozan por boa parte, jogou bem quase todos os jogos (com exceção da partida contra os 76ers) e terminou a sequência com 4 vitórias e 3 derrotas, duas delas contra times da conferência leste. 

Os Spurs estão em 7º na conferência oeste, brigando por uma vaga direta nos Playoffs. Diante do calendário, é importante aproveitar os momentos da temporada para recuperar o fôlego e impor uma sequência de vitórias, e o momento é agora. Os Spurs têm pela frente 9 jogos seguidos em casa em 14 dias. Ainda é um calendário apertado, mas o fato de não haver viagens, e apenas dois back to backs permite que os jogadores tenham um ritmo menos intenso que a sequência anterior impôs.

Os próximos 9 jogos são determinantes para a briga dos Spurs na temporada, afinal é a última grande sequência em casa da equipe, e ainda enfrenta um complexo de times que consegue delimitar bem as diversas capacidades e falhas dos Spurs.

A sequência começa contra os Hornets com toda qualidade de um time em ascensão, com muita criatividade e talento, mas que sofreu um recente baque com a notícia de que LaMelo Ball, favorito ao prêmio de novato do ano, deve ficar de fora do restante da temporada. Enfrentaremos então os Clippers duas vezes, um time que, apesar de ser top 5 no oeste, vive uma temporada muito aquém do esperado, ou seja, esse jogo pode mostrar a força dos Spurs contra um time com jogadores de altíssimo nível. Posteriormente, é hora de mostrar consistência e evitar tropeços, já que enfrentaremos Bulls e Kings, times com bons jogadores mas muito frágeis coletivamente e inconsistentes.

Abrindo o mês de abril, podemos testar a qualidade do nosso time contra equipes sólidas com ideias de jogo distintas, como os Hawks – um time novo que joga um basquete rápido e com muitas bolas de 3 -, e os Pacers – um time definido pelas palavras defesa e eficiência, mas que ainda mostra algumas falhas. Ao final dessa sequência, encontraremos os Cavs, que apesar de muitos problemas, conseguem complicar jogos com a jovem dupla dinâmica Sexton e Garland (ou Sexland, como chamam os fãs da franquia, e, honestamente, um dos melhores apelidos possíveis).

É claro que não são jogos fáceis, nem mesmo uma sequência que possibilite um descanso, que seria providencial. Mas, dentro do nosso calendário, é sem dúvida o melhor momento para nos estabelecermos na briga pelos Playoffs. Portanto, é importante ficar de olho, e torcer como nunca para que o time emplaque uma boa série de vitórias e fique cada vez mais perto de uma vaga aos Playoffs.

Imagens: nba.com/spurs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s